July 26, 2006

Indefinições

Posted in up close & personal at 12:44 pm by Ana

Afinal já não sei se vou ter Bolsa alguma. O meu “chefe” é um desorganizado, incompetente, e nunca faz nada a tempo (prazos, que é isso?), e de qualquer modo o INETI vai ser extinto dentro de alguns meses. Como vão lançar concursos para Bolsas e tudo o mais se não sabem se vai haver INETI, ou se vai haver projectos, ou o que seja?

Além disso, em Setembro a V. já cá não está (vai sair em licença de parto), e as outras duas bolseiras também acabam a bolsa no fim de Agosto. Se ele não tratar das coisas para renovar as bolsas, volta para um lab vazio em Setembro. Acho que ele ainda não se apercebeu disso…Não quero ficar cá sozinha!😦

Acho que vou começar a procurar “emprego”…

5 Comments »

  1. spca said,

    Acho que não perdes nada em dar uma vista de olhos ao Centro de Emprego da tua zona. Pode-te interessar formações (vão começar milhentas em Setembro), bem como programas de estágios profissionais ou afins. Sendo que nos “estágios profissionais” pagam-te uma “bolsa de formação” de uns 75% do ordenado (de uns 100 e poucos contos), que certamente será um incentivo a potenciais empregadores.
    Tens também “n” oportunidades para recém-licenciados, desde estágios Erasmus até programas de fundações e afins (que desconheço mas sei que existem), e que tirando o facto de geralmente pagarem pouco, podem ser interessantes para, por ex., estadias no estrangeiro ou novas experiências.
    Basicamente, informa-te. E parece-me o Centro de Emprego um bom sítio para começar. E coisas estilo Fundação Gulbenkian, ou o site da Comunidade Europeia.
    Se te interessa bolsas de investigação na Europa, o David Aragão é uma excelente fonte de informação.
    Sinceramente, a minha opinião, duvidosa por eu me ter “dado mal” com o “sistema” de investigação científica, é que bolsas não são emprego para ninguém e só valem a pena se as fazes por gosto. Se não é o teu caso (e ainda mais se começas com má impressão do local de trabalho), acho que mais vale procurares outra coisa, mesmo que eventualmente não exactamente em trabalho de laboratório. Talvez a curto prazo tenhas + dificuldade, mas a médio/longo prazo compensa, pelo menos em termos financeiros e de estabilidade ou segurança (nem que seja pelo fundo de desemprego).

    Um bom site para pesquisa de anúncios de emprego é o empregos.online.pt, que centraliza info de milhentas fontes (jornais, etc.), e onde podes registar-te e eles mandam-te anúncios com as palavras-chave que definires, por ex. “bioq” para te mandarem anúncios com “BIOQuímica”, “BIOQuímicos”, etc.

    Bjs e boa sorte.

    Sérgio

  2. spca said,

    E já agora, se este “post” significa o fim do curso, deixo desde já os meus PARABÉNS!!!

  3. Ana said,

    Obrigada pelas sugestões, Sérgio.🙂

    Este post ainda não significa o fim do curso, não.:-/ Ainda tenho análises no lab para fazer, e depois tenho o relatório para escrever. Se as Leis de Murphy me derem algum descanso, conto começar 2007 “licenciada”.😉 Mas só lanço os foguetes mesmo quando tiver o certificado na mão. Até lado há sempre muita coisa que pode correr mal.😛

    Mas já estou livre de disciplinas e exames! Já é uma vitória! Obrigada pelos parabéns.🙂

  4. spca said,

    Então parabéns pelo fim da parte curricular do curso, e força nisso para acabares com o resto.

    Relativamente a Centro de Emprego, pode eventualmente ser-te conveniente inscreveres-te, pois ao fim de 1 ano de inscrição como desempregada tens direito a incentivos suplementares para inserção no mercado de trabalho. Claro que ficas sujeita a te aparecer trabalho, o que (infelizmente) é pouco provável, mas se calhar até te convinha caso acontecesse. Também é possível que te chamem para reuniões e afins, talvez em média 1 vez em vários meses (desde que lá estou, há quase 1 ano, chamaram-me 4 vezes, 2 inscrição em formações (uma delas por minha insistência minha, pois a 1ª formação onde me inscrevi foi anulada), 1 para “ponto de situação” e 1 uma sessão muito interessante de promoção da emigração para o Reino Unido (que giro, sabia que há “fuga de licenciados”, mas não sabia que o Estado a promovia… Espero que ao menos seja por algum protocolo europeu, e não por acto espontâneo.)
    Quando falo em “formações” falo em formações para licenciados, nível 5. Há algumas + ou – remotamente relacionadas com a nossa área (ex. Técnico Superior de Higiene e Segurança no Trabalho, qualidade, …), outras nem tanto (gestão, criação da própria empresa, webdesign…), mas creio que todas são acessíveis a pessoas de todas as áreas. São em geral (para nível 5) 800 horas, aprox. 6 meses dos quais 3 (400h) de estágio em empresa. Incluem bolsa de formação, mas que para quem não tem 1 ano de descontos, são ca. 25% do ordenado mínimo.
    Enfim, acho que não há nada como te informares, e principalmente pensares o que queres fazer. E seja lá o que for, força nisso.

  5. David Aragao said,

    >Se te interessa bolsas de investigação na Europa, o David Aragão é
    >uma excelente fonte de informação.

    Uau Sérgio lisongeias-me🙂
    Fiquei corado ao ler isto… e nao estou a brincar🙂
    Abraço,
    David


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: